10/03/14

O PODER DO SER ANTES DO TER

LUIS ALVES LIFE PERFORMANCE

Frequentemente, somos levados a crer que a nossa vida só passa a fazer sentido, ou que só seremos felizes quando atingirmos o estado de posse de algo. É comum sermos "atacados" diariamente por mensagens subtis que nos levam a crer que somos incompletos, que devemos agregar à nossa vida bens ou posses que nos permitam viver em plenitude. Essa ideia é completamente equivocada. Damos por nós a pensar: serei feliz quando tiver aquele carro, serei feliz quando comprar aquela casa, serei feliz quando tiver aquele cargo, etc. Por isso mesmo olhamos para todas as pessoas que nos rodeiam e que possuem aparentemente mais matéria que nós e atribuímos a felicidade das mesmas a esses objectos de consumo. Mas não se engane, antes de "ter" você deve aprender a "ser".

Provavelmente estará neste momento a questionar-se qual o significado da minha frase anterior. Não o censuro. Eu mesmo vivi preso ao conceito de "ter" para depois "ser". Quando for um estilista de sucesso terei uma vida fantástica, quando comprar um novo carro passarei a ter mais status social, etc. Na verdade nada do que podemos ter poderá fazer de nós alguém na nossa essência. Não é uma casa em determinado condomínio ou localização que o faz mais ou menos profissional. Não é o facto de vestir roupas de marcas premium que o torna alguém chique. Não é o facto de você ser director de uma empresa que indica que tenha a sua conta bancária recheada. Este tipo de crenças são as mais limitadoras. Atribuímos o sucesso dos outros ao que eles possuem e esquecemos que tudo o que eles possuem são fruto de quem eles são.

Devemos por isso "Ser" antes de "Ter". Devemos antes de mais saber quem somos, qual a nossa missão, a nossa vocação e o que de facto temos dentro de nós que nos torna únicos. Jamais eu poderia ter atingido o sucesso nas várias áreas por onde passei se não me comportasse como alguém que já era bem sucedido. Só adoptando uma postura de estilista de sucesso eu consegui obter sucesso na carreira e não o contrário. Devemos por isso ter absoluta consciência do que somos e do que temos nas nossas vidas de forma a podermos ser. O ter será consequência natural da nossa caminhada. Quando me comportei como estilista de sucesso mesmo antes de ter, aos poucos não só a minha vida foi escalando progressivamente como a abundância e prosperidade surgiram de forma natural. Aí eu pude usufruir da parte do "ter". Aí todos os bens que surgiram foram consequência de quem eu era e não o inverso. Nunca foram os bens que me tornaram em alguém de sucesso. 

Talvez se esteja a questionar se realmente tenho razão ou não. E não o censuro, afinal, este conceito de que para sermos alguém temos de ter algo que o suporte em termos patrimonial é algo extremamente explorado. Vivemos por isso em uma espécie de hipnose colectiva. Faça uma reflexão: Será que é o bem que faz a pessoa ou será que é o inverso? Já alguma vez ouviu o conceito de que a pessoa pode comprar e usar as melhores marcas do mundo mas jamais a pessoa pode comprar elegância? Já alguma vez viu alguém ao volante de um carro de sonho e simplesmente não conseguiu conectar a pessoa ao carro? É isso mesmo, de nada adianta termos antes de sermos. Uma pessoa pode ser elegante usando roupas de baixo custo assim como uma pessoa pode ter elegância num carro económico. Tudo depende do "Ser". Se você procura ser alguém através do ter, à sua frente terá um caminho sinuoso e cheio de incertezas. Se por outro lado você usar o poder do "Ser" antes do "Ter" irá trilhar um caminho plano e recto.

Lembre-se que: "PARA OBTER SUCESSO E FELICIDADE NA SUA VIDA APRENDA A SER ANTES DE TER"

Forte Abraço,
LUIS ALVES

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

GOSTOU DESTE ARTIGO? A SUA OPINIÃO É MUITO IMPORTANTE PARA MIM.

DEIXE JÁ O SEU COMENTÁRIO

1 comentário:

  1. Excelente...sem comentários Luis...bravo.Em Angola noto muito isso.A maioria que tem não sabe sequer ser ou alinhado com o que tem.Ex: aqui vês grandes casas cujo as águas resíduais vão parar à estrada pk desconhecem a utilidade de uma fossa...grandes carrões e estradas totalmente esburacadas, etc, e por aí vai...a lista é longa.Valeu, abraços.

    ResponderEliminar